Contas de Janeiro: Contador dá dicas para a organização financeira familiar

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

 

Janeiro chegou e junto com ele: sol, praia, calor e contas! O mês é tradicionalmente conhecido pelas despesas mais pesadas, que neste ano, devem ser ainda maiores devido ao aumento no preço de alguns produtos e serviços.

O IPVA subiu até 30%, o reajuste do IPTU atingiu alta de 10% em algumas cidades, como São Paulo e Rio de Janeiro. A mensalidade escolar aumentou de 10% a 13%. E o material escolar, não ficou ileso da inflação, a alta chegou até 30%.

Por isso, segundo especialistas em gestão financeira, o primeiro mês do ano causa grande impacto no orçamento familiar e apertar os cintos, é uma das maneiras de não acumular dívidas que podem durar o ano todo.

O contador Eduardo Borges que atua em Paranaguá dá algumas dicas que podem fazer toda a diferença.

“O que pode ajudar muito neste período é o planejamento de caixa, destacando todas as despesas decorrentes e obrigações, principalmente as que tem os maiores juros se não quitadas dentro do período”.

O contador destaca ainda, que aquele velho conselho “não gastar mais do que ganha” continua muito atual e deve ser colocado em prática.

“Para que as contas de janeiro não acabem prejudicando o orçamento familiar e virando uma bola de neve não faça contas maiores que se pode pagar, guarde dinheiro e invista principalmente em uma aplicação de liquidez imediata para emergências, afinal o ano só começou e se programar é essencial”, completa o contador.

PARCEIROS