Controladoria Geral do Estado do Paraná fiscaliza balsa de Guaratuba

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

São diversas reclamações recebidas pela Controladoria Geral do Estado do Paraná, com relação a prestação de serviços da empresa responsável pela balsa que realiza a travessia em Guaratuba. Por isso, uma equipe itinerante do órgão foi deslocada até o local para fazer uma análise do caso, na semana passada.

A principal queixa dos usuários do ferry boat é a demora para conseguir executar a travessia. Apesar da empresa prestadora do serviço ter assumido a concessão recentemente (7 abril), ela tem um prazo contratual para se adequar aos serviços, de no máximo 90 dias.

Na imagem o Controlador-Geral do Estado, Raul Siqueira. Crédito da Foto: CGE

O Controlador-Geral do Estado, Raul Siqueira por intermédio da sua assessoria de imprensa, conversou com o Portal E+ Notícias sobre o assunto.

“Em decorrência do elevado número de denúncias que chegaram nos canais da Ouvidoria Geral do Estado do Paraná, nós entendemos por bem, seguindo o tom do Governador em sempre buscar a qualidade da prestação do serviço público, decidimos por encaminhar auditores e demais servidores da controladoria até o local e avaliar a satisfação dos usuários com relação à prestação deste serviço. Foi avaliada a qualidade do atendimento, a conservação e limpeza da estrutura e em especial a satisfação dos usuários”, destaca Raul.

O Controlador-Geral do Estado, também ressaltou que o objetivo principal da fiscalização não é punir a empresa, mas junto a ela, conseguir promover melhorias na prestação do serviço ofertado. “Esse novo processo de concessão, se tudo der certo, deve perdurar por até 10 anos, por isso, a empresa precisa buscar o maior índice de satisfação por parte dos usuários. A intenção da Controladoria Geral do Estado do Paraná, junto ao DER (Departamento de Estradas e Rodagens) é promover as melhorias almejadas pelos usuários da balsa, dentro do menor prazo possível”, finaliza ele.

Reclamações ou denúncias podem ser feitas através dos canais da Ouvidora-geral do Estado, pelo telefone 0800-041-1113 ou ainda no site: cge.pr.gov.br.

PARCEIROS