Criança de 03 anos é feita refém durante extorsão em Paranaguá

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

No final da tarde de ontem (09), uma equipe da Polícia Militar foi acionada para se dirigir até um endereço situado no Bairro Vila Garcia, em Paranaguá, onde, conforme denúncia aberta via 190, havia uma criança sendo mantida em cárcere privado, trancada dentro de um banheiro do imóvel.

De acordo com a delação, Luana Farias Inocêncio enviou mensagens por “whatsapp” à família do menor, um menino de três anos de idade, informando que ele havia danificado um aparelho televisor de 50 polegadas, e que só devolveria a criança aos seus responsáveis após a efetivação do pagamento de 1.000 reais, como forma de reparação pelo dano causado ao eletroeletrônico.

No local, os militares estaduais entraram em contato com a autora da extorsão. Sem abrir o portão da casa, por meio de uma fresta, ela confirmou que mantinha o menino trancado, e que só entregaria a criança a conselheiros tutelares depois de receber o valor exigido.

Após algum tempo de negociação, não havendo recuo por parte da autora, os policiais militares abriram o portão da residência com uma chave reserva cedida pela proprietária do imóvel, e resgataram o menino que estava íntegro, sorridente, e brincando com outras crianças que também se encontravam no endereço.

Diante dos fatos, a jovem de 26 anos de idade recebeu voz de prisão por ameaça e extorsão mediante sequestro. Posteriormente, ela foi conduzida até a 1ª Subdivisão Polícia de Paranaguá, a fim de ser colocada à disposição da Autoridade de Polícia Judiciária, para a adoção das providências legais cabíveis ao caso.

PARCEIROS