Desde 1973 Bala de Banana Bananina faz parte das tradições de Antonina

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Quem nasceu em Antonina ou aprecia as delícias da culinária local, com certeza já notou nas lojas, armarinhos e feirinhas de rua, uma guloseima chamada Bala de Banana Bananina.

A fábrica que produz a bala iniciou as suas atividades em 1973 e atualmente tem capacidade para produzir mensalmente cinco toneladas de balas de banana. É uma empresa familiar que ao longo dos anos vem ganhando credibilidade por sua qualidade e como consequência apreciadores em todo mundo.

Além da fábrica, na Rua Zung Sui Shen, em Antonina, há também uma loja para comercializar os produtos.

Quer conhecer um pouco mais sobre a história desta iguaria tipicamente antoninense? Confira a reportagem que o Portal E+ Notícias produziu com Bárbara Mendes Krenk, uma das sócias da marca.

Como surgiu a Fábrica de Balas de Banana Bananina?

Somos uma empresa familiar e iniciamos as nossas atividades em 1973. Naquela época, meu avô produzia conservas de palmito juçara em Antonina. Em 1986 ele foi convidado a produzir bala de banana em uma fábrica já existente na cidade. Ele viu isso como uma oportunidade de trazer sua família para morar juntos e cuidar de perto de um negócio próprio. A fábrica era situada no centro da cidade, em frente ao Casarão Macedo. Por se tratar de um prédio histórico, e tombado pelo patrimônio, algumas adequações não eram possíveis serem realizadas. Encerramos as atividades naquele espaço em 1992 e por alguns anos continuamos apenas produzindo as conservas. O sonho do meu avô era poder produzir as balas e o palmito no mesmo local.

Ele comentava isso sempre com a família, desenhava plantas de como encaixaria uma nova fábrica dentro da existente. Em novembro de 1995 ele faleceu, e no ano seguinte minha mãe já iniciou a construção dessa nova ala onde sediaria a produção das balas de banana. Finalizamos a construção apenas em meados de 2000, e desde então operamos no bairro Barigui ambas produções

Agora não mais palmito juçara, e sim pupunha, e as balinhas de banana que ganharam nova companhia de sabores. Hoje em dia produzimos banana com gengibre, canela, pimenta, goiabada, amendoim, sabor coco, sabor abacaxi, e a edição especial de Natal, banana sabor panetone, que leva frutas cristalizadas. Também produzimos doces e bananadas com e sem adição de açúcar, para abraçar todos os tipos de público. Meu avô não estava vivo para ver seu sonho se tornar realidade, mas eu tenho certeza que está muito orgulhoso do trabalho que fazemos para manter vivo seu legado.

Quantas famílias trabalham na produção hoje?

Atualmente contamos com uma equipe de 8 pessoas e mais de 30 famílias responsáveis pelo plantio de banana caturra aqui no Litoral do Paraná. Dizemos que uma das nossas missões é poder promover o desenvolvimento da nossa região, então sempre utilizamos insumos de famílias paranaenses.

Como é a aceitação do produto?

Nossa atuação no mercado hoje é voltada para o turismo. A fábrica tem uma capacidade de produção mensal de 5 toneladas, e quase toda a comercialização é realizada aqui no Paraná. Hoje em dia a bala de banana deixou de ser apenas um doce e se tornou uma troca de afeto entre pessoas. Ela é considerada um produto típico paranaense e para muitos, uma doce lembrança da infância, das férias no litoral, da casa da avó, do passeio de trem pela Serra do Mar. É possível encontrar as nossas balinhas em diversos pontos turísticos da nossa região, como bancas, hotéis, pousadas, restaurantes, empórios, sempre próximos ao turista que visita o litoral.

Quem quiser conhecer a bala de banana Bananina como pode fazer?

Além disso temos uma loja da fábrica, de onde é possível observar a produção das balinhas e conhecer todos os produtos fabricados aqui, e também online através do nosso ecommerce www.bananina.com.br. Temos uma presença ativa das redes sociais, e o público pode acompanhar nosso dia -a-dia: @balabananina

 

PARCEIROS