Direto ao Ponto com Arnaldo Maranhão

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

DERROCAGEM DAS PALANGANAS – PERSPECTIVA DE FUTURO

Nossa cidade abriga um dos mais importantes portos do Brasil e do mundo, nossa economia gira quase que exclusivamente da atividade portuária, a geração de emprego e renda também é dependente dos segmentos que fazem parte do ramo da navegação.

Com todos esses argumentos não precisa ser doutorado em logística portuária para entender a necessidade da derrocagem, a obra possibilitará uma navegabilidade com mais segurança, e o mais importante será o aumento do calado, com isso navios maiores, com mais cargas e serviços poderão atracar em nosso terminal portuário.

Confesso que ainda não entendi PORQUE SOMENTE AGORA toda essa polêmica em torno do derrocamento de parte das pedras da palangana, visto que o processo de licenciamento da obra iniciou em 2009, além do mais as dúvidas e questionamentos poderiam ser levantados em 2018, data da licença de instalação, ou ainda quando da realização da licitação realizada pela Portos do Paraná em 2019, e ainda mais perplexo fiquei por se saber que esta derrocagem afetará apenas 12 % do volume total das pedras da palangana.

Tenho certeza que o cuidado com o meio ambiente e de forma especial com nossos pescadores artesanais que tiram o sustento do mar devam ser prioridade da administração portuária, acredito que é possível o crescimento da atividade comercial de maneira sustentável e com menos impactos possíveis.

Esta derrocagem é uma das obras mais aguardadas pela comunidade portuária, é fundamental  manter e aumentar as vagas de emprego em nossa região, o nosso porto sendo o grande responsável  precisa continuar sendo competitivo, para isso são necessários investimentos e obras de infraestrutura.

QUE DEUS ABENÇOE NOSSO PORTO, NOSSA CIDADE E NOSSA GENTE!

PARCEIROS