Heroína de Farda: Policial Militar de folga ajuda a salvar família de incêndio, em Paranaguá

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma família de Paranaguá viveu momentos de horror no dia 3 de agosto deste ano. Pessoas não identificadas colocaram fogo em pneus de caminhões e outros entulhos e as chamas começaram a se alastrar para a casa vizinha, no Jardim Samambaia.

No local, estava uma mulher com os filhos pequenos e uma garrafa de diesel na garagem. No meio do episódio caótico, a presença de outra mulher fez toda a diferença e mudou totalmente os rumos desta história, que como tanta outras, poderia terminar em fatalidade.

Por sorte, ou obra do destino, neste dia, a Cabo Oliveira, Policial Militar do 9º Batalhão de Paranaguá, estava de atestado médico. Ela repousava em casa, em virtude de uma forte gripe.

Percebendo uma movimentação estranha na vizinhança, ela se levantou e foi ver o que estava acontecendo. Neste momento, sua cautela e habilidade para lidar com situações de extremo perigo fizeram toda a diferença. Uma prova de que nem toda heroína usa capa, algumas usam farda. Confira os detalhes desta história na entrevista!

Cabo, como percebeu que havia algo de errado?

Estava deitada em meu quarto descansando, pois estava de atestado médico devido a uma forte gripe, quando ao olhar pela janela percebi uma fumaça preta que vinha da casa da frente.

Quais foram as medidas que tomou ?

Fui até próximo ao local da fumaça e vi que tinha chamas vindo do local e várias pessoas olhando, então tentei contato 193 pois as chamas estavam em contato com a casa vizinha, a chamada caiu em Curitiba, então fiz contato com a Cia PM onde a Soldado Lacerda atendeu, expliquei a situação para ela e pedi que fizesse contato direto com a sala de rádio do Bombeiro, pedindo bravidade no atendimento, pois as chamas estavam tocando o muro vizinho, na sequência fui até a frente da casa e chamei a proprietária que estava na cozinha e não percebeu a situação, momento em que pedi para ela uma mangueira e solicitei que resfriasse o muro pelo lado de dentro para o fogo não avançar.

Qual era a situação de momento ?

Alguém que não conseguimos identificar colocou fogo em dois pneus de caminhão e em vários móveis velhos e lixos que haviam no local, vindo o fogo a aumentar devido a queima dos pneus e assim tocar o muro vizinho.

Acredita que sem a sua presença, o desfecho desta história poderia ter sido totalmente diferente?

Sim, pois a vizinha não havia percebido a situação e posteriormente a mesma falou que havia um galão com combustível disel na garagem.

Qual recado deixaria para as mulheres que desejam seguir a carreira militar ?

Para aquelas mulheres que sonham em ingressar na carreira militar digo, fácil não é, porém, é muito gratificante quando uma ação sua muda a vida de alguém.

No caso de presenciar um incêndio em casa ou próximo, o que deve ser feito ?

Procure um lugar seguro se possível e faça contato 193 pedindo ajuda.

 

PARCEIROS