Jovem grávida denuncia agressões e ameaças de morte em Guaratuba e acaba presa

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Os familiares de uma jovem grávida acionaram a Polícia Militar, na noite do último domingo, dia 12 de setembro, no bairro Carvoeiro em Guaratuba.

Segundo informação que chegaram até a polícia, a gestante estaria escondida na casa de parentes e precisava de ajuda, pois seis pessoas estavam tentando matá-la. De acordo com a jovem, seu ex-companheiro roubou uma casa, colocou fogo e depois fugiu da cidade. Por este motivo, ela estaria sendo perseguida.

Durante seu depoimento, a jovem contou que no dia 8 de setembro, foi abordada por um veículo do modelo Gol na cor azul. Dentro do carro, ela teve uma arma apontada em sua cabeça, foi levada até a mata e espancada, ela contou ainda, que três indivíduos atiraram três vezes para assustá-la e conversaram se a matariam ou não.

Ainda segundo o depoimento, depois do fato, a jovem ficou na mata nua, com hematomas e teve vários dentes quebrados. Até o último domingo, estava tentando se esconder, mas começou a ser perseguida por um homem que teria participado de um duplo homicídio cometido em março, no Carvoeiro.

A jovem que tem um mandando de prisão em aberto por tráfico de drogas, foi encaminhada ao Depen para o cumprimento da pena. Já os responsáveis pelas agressões e ameaças até o momento, não foram localizados pela polícia.

PARCEIROS