Operação Alcântara termina com cinco pessoas detidas no Litoral do Paraná

Tribunal do Crime era alvo da operação

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Facebook
WhatsApp
Email

O Centro de Inteligência da Polícia Militar em parceira com o Ministério Público e a Polícia Penal, deflagrou nesta sexta-feira (10), a Operação Alcântara com o objetivo de desarticular Organizações Criminosas atuantes no Litoral Paranaense.

O foco foi o Litoral do Paraná, mas alguns mandados de prisão foram cumpridos em outros locais entre eles: 6 presídios Estaduais: PEP I, PEP II, CCP, CMP, CCSJP e PEL (12 alvos); Cidades do interior: Toledo, Londrina, Peabiru, Apucarana e Jaguapitã (5 alvos); Região metropolitana de Curitiba, São José dos Pinhais, Campo Magro, e Fazenda Rio Grande (3 alvos); Estado de São Paulo, Cerqueira César (1 alvo); Litoral (5 alvos).

Segundo a polícia, nos pontos abordados foram encontrados indivíduos que faziam parte de facções criminosas atuantes no Litoral Paranaense.

No total a operação resultou em: 26 Mandados de Prisão, 30 Mandados de Busca e Apreensão, bloqueio de 15 contas bancárias.

O balanço apresentado informou ainda que dos mandados de Prisões e Buscas e Apreensão, 12 já se encontram no sistema penitenciário e, mesmo já presos, atuavam ativamente nos crimes na região do litoral.

Nesta sexta-feira (10), também foram apreendidos uma pistola glock 9mm e 30 envolucros de maconha, prontos para venda.

“A operação visa a desarticulação da organização criminosa, o combate efetivo dos crimes de tráfico de drogas e armas, além dos crimes contra a vida que vem ocorrendo na região, objetivando dar tranquilidade aos veranistas durante o verão que se aproxima”, diz o trecho do release sobre a Operação Alcântara.