Porto de Paranaguá terá concessão na área de movimentação de veículos

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Durante uma solenidade realizada ontem (18), no Ministério da Infraestrutura em Brasília, o Governador do Paraná Ratinho Junior assinou o contrato de concessão da área destinada a movimentação de veículos no Porto de Paranaguá. Pelos próximos 25 anos a empresa Ascensus Gestão e Participações passa a administrar o terminal, com a previsão de R$ 22 milhões em investimentos e, consequentemente, a geração de novas oportunidades de emprego para a população do litoral. A concessão foi firmada em dezembro de 2020, através de um pregão na Bolsa de Valores de São Paulo. Segundo o governo o Paraná foi o primeiro estado do País a receber autonomia para administrar os contratos de exploração de áreas, em agosto de 2019, sendo este o primeiro leilão realizado pela gestão.

Foto: Jonathan Campos/AEN

A concessão cedeu o terminal PAR 12, termo usado para identificar a área greenfield (limpa, sem qualquer construção), que fica localizado próximo ao Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) e ao terminal arrendado à Volkswagen. Nele, são 74,1 mil metros quadrados de área e capacidade estática para 4 mil veículos, com armazenagem anual de até 120 mil veículos. Visando o atendimento as montadoras instaladas no Paraná e também em outros pontos do País, a Ascensus investirá em equipamentos e edificações a serem utilizados na movimentação e armazenagem das cargas Roll-on/Roll-off (automóveis de passeio, veículos comerciais leves, utilitários, caminhões, ônibus, tratores e outras cargas). O governo do Estado afirma que, ao final do contrato, o que será investido ficará com o Porto de Paranaguá.

Além da PAR 12, há ainda outras cinco áreas disponíveis para novos arrendamentos. Duas delas, um terminal de líquidos (PAR50) e um de carga geral (PAR32), que já tiveram as audiências públicas realizadas e devem ser leiloados ainda este ano. As outras três áreas – PAR09, PAR14 e PAR15 – que são destinadas à movimentação de granéis sólidos de exportação já estão em estudo, com expectativa de abertura da consulta no segundo semestre deste ano.

(Com informações da Agência Estadual de Notícias)

PARCEIROS