Portuários começarão a ser imunizados após chegada de mais vacinas

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

De acordo com o governo do Estado, o Paraná vai receber, do Ministério da Saúde, mais 390.190 mil vacinas contra a Covid-19. Todas são referentes à primeira dose, o que deve acelerar a imunização em novos grupos prioritários. A data para entrega é nesta quarta-feira (26), no final da tarde.

Segundo o governo federal, são 352.750 mil doses da Covishield, criada em parceria entre a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), AstraZeneca e Universidade de Oxford, e mais 37.440 mil doses da Pfizer. Essas já foram recebidas na terça-feira (25) à noite.

As vacinas Covishield serão aplicadas em pessoas com comorbidades e deficiência permanente e profissionais das forças de segurança e salvamento das Forças Armadas, além de duas novas categorias profissionais: trabalhadores portuários e do transporte aéreo. Com os portuários incluídos, os profissionais dos portos de Paranaguá e Antonina deverão ser imunizados tão logo as doses cheguem aos municípios. O governo afirma que a previsão é vacinar 9.627 portuários.

Já as doses da Pfizer serão aplicadas em pessoas com comorbidades, gestantes puérperas e pessoas com deficiência. E devem ser entregues nesta quarta-feira (25), no final da tarde.

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, destaca a inclusão dos novos profissionais. “São categorias que têm contato com pessoas que vêm de diferentes locais pelos portos e aeroportos e estão suscetíveis, inclusive, a ser contaminadas com as novas variantes de outros países”, afirma.

No Plano Nacional de Vacinação, caminhoneiros estão antes de portuários

Vale destacar que Paranaguá, devido ao porto, movimenta milhares de caminhões diariamente. Em março deste ano, o Pátio de Triagem bateu o recorde em movimento de caminhões, passaram pelo local 59.611 veículos, em 31 dias. Isto é, mais de 1.922 caminhões diariamente.

Esses caminhões são dirigidos por motoristas que rodam todas as partes do Brasil, a cada dia em uma cidade e Estado diferente – o que é um fator de risco para a contaminação e transmissão do coronavírus. Entretanto, apesar de o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid (PNO) do Ministério da Saúde incluir os caminhoneiros como o 27º grupo entre os 29 prioritários para a vacinação, os trabalhadores portuários, que estão na 28ª posição, devem começar a ser vacinados antes, no Paraná.

Cronograma de vacinação contra a COVID-19

4,9 milhões de doses até agora

Até o momento, o Paraná já recebeu 4,9 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, segundo o Ministério da Saúde. Metade do grupo prioritário, que conta com cerca de 4,7 milhões de pessoas, já tomou pelo menos a primeira dose do imunizante, isto é, mais de 2,3 milhões de pessoas.

Com informações da AEN

PARCEIROS