Prefeituras do Litoral ainda não têm previsão para o retorno das atividades presenciais nas escolas

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Alunos das redes municipais de educação do Litoral do Paraná seguem com as atividades remotas, recebendo materiais dos professores e acompanhando as aulas pela internet, ações que estão sendo realizadas desde o ano passado, com o início da pandemia da Covid-19. Porém, com a volta das aulas presenciais da rede estadual em algumas cidades do Paraná, surgiu a questão: há a possibilidade de volta também nas redes municipais? Nossa equipe fez contato com as Assessorias de Comunicação das Prefeituras dos sete municípios da nossa região para saber se sobre as perspectivas de cada cidade.

Antonina: segundo a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Antonina ainda não há previsão do retorno das aulas presenciais, informação repassada pela Secretária Municipal de Educação e Esportes, Marivane Pereira Martins. Eles informaram ainda que, quando tiverem notícias sobre, farão a postagem na página oficial do município, no Facebook.

 Guaraqueçaba: a Assessoria de Comunicação do município informou que a previsão de retorno das atividades híbridas é a partir de julho, e que não há uma estimativa de retorno imediato. “A partir do mês de julho é que serão feitas essas considerações para a retomada das atividades presenciais no modelo híbrido”, afirmou o Secretário de Educação do município, Professor Sidney França.

Guaratuba: de acordo com as informações enviadas pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura, a previsão de retorno é o segundo semestre deste ano. Segundo a Secretária de Educação de Guaratuba, Fernanda Monteiro, a posição da pasta é amadurecer o planejamento de retorno as atividades, acompanhar como se dará o ritmo vacinal dos professores e a quantidade de doses que serão destinadas ao grupo. Ela afirmou que já foram apurados todos os profissionais da rede divididos por faixa etária, para que a Secretaria possa fazer esse acompanhamento; e vão também ampliar os protocolos de segurança para abranger a educação infantil no retorno, para que a volta às aulas no município seja de forma unificada. A Secretária ressaltou ainda a importância de um cronograma da SESA-PR (Secretaria da Saúde do Paraná) para a vacinação dos profissionais de educação, e para que seja feita, pelo menos, uma fase de primeira dose em grande parte da equipe.

Matinhos: até o fechamento desta matéria não tivemos o retorno da Secretaria de Comunicação do município.

 Morretes: segundo Adriana Assumpção, Secretária Municipal de Educação e Esportes do município, “ainda não temos previsão para retorno das aulas presenciais. Estou organizando um Comitê para tratar desse possível retorno. E só após sua instituição é que abordaremos o assunto e a forma de retorno”, afirmou a Secretária.

 Paranaguá: a Assessoria de Comunicação informou que nesta terça-feira, 11 de maio, foi iniciado o processo de imunização dos profissionais da educação, e a expectativa é que, em breve, as aulas nas escolas municipais possam retornar presencialmente. “A Prefeitura de Paranaguá e a Secretaria Municipal de Educação (SEMEDI) têm como compromisso a segurança dos profissionais e dos estudantes. Dessa maneira, assim que todos estejam vacinados será marcado o retorno. Já há estudos prediais, visitas in loco e compras de materiais de segurança para o retorno após a autorização das autoridades de saúde’, diz a nota recebida pela nossa equipe.

 Pontal do Paraná: a Secretaria Municipal de Educação informou através da Assessoria de Comunicação da Prefeitura que aguarda o momento mais seguro para iniciar as atividades presenciais, e ainda não há a previsão de retorno às aulas em Pontal do Paraná. Informaram também que todos os protocolos estão sendo estudados para que, quando voltarem, as atividades comecem com toda a segurança possível.

PARCEIROS