Volta por Cima: Dona Sônia curou a depressão com a ajuda da arte

Gostou deste conteúdo? compartilhe...

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

As garrafas pintadas delicadamente à mão, encantam pelo capricho e riqueza de detalhes. O que começou como uma terapia para tentar vencer a depressão, hoje virou fonte de renda e mais do que isso, virou fonte de inspiração para muitas pessoas.

Dona Sônia Ribeiro, vivia momentos de muita tristeza e angústia devido ao diagnóstico de depressão, depois de várias tentativas para recuperar a vontade de viver, ela encontrou no YouTube, uma esperança para vencer a doença e dar a volta por cima. Foi lá, vendo vídeos, que começou a se arriscar no artesanato e depois descobriu a grande paixão: A pintura em garrafas.

Dona Sônia conseguiu vencer a depressão através da arte. Crédito da Foto: Redes sociais da entrevistada

“Por acaso, desanimada vendo o YouTube me chamou a atenção umas flores feitas em rolos de papel higiênico e comecei a fazê-las. A partir daí, fui assistindo vídeos sobre decorações em garrafas e me encantei, nunca tinha desenhado na vida, a não ser quando era criança e desenhava muito mal por sinal (risos). Como estava depressiva, os desenhos começaram a me distrair e eu comecei a tomar gosto pela arte, logo iniciei as vendas e eu fui assistindo mais vídeos, pedindo ajuda para as moças dos canais e agora sigo me aprimorando”, conta ela.

Dona Sônia aprendeu no YouTube a arte da pintura em garrafas. Crédito da Foto: Enviada pela entrevistada

Hoje recuperada, dona Sônia voltou a sorrir e a arte teve papel fundamental, mas não foi fácil, passou por dias difíceis e que recorda até hoje com detalhes. “A depressão é uma doença muito perigosa que afeta todo o nosso organismo, eu tive um pré AVC, dei graças a Deus que comecei a sangrar pelo nariz senão, não estaria aqui contando a minha história, minha pressão ficou altíssima, afetou minha circulação, quase perdi a perna”.

Dona Sônia ainda completa. “Por isso, peço as pessoas que tenham consciência que depressão não é preguiça como muitos julgam é uma tristeza horrível. Quando comecei a assistir os vídeos algo mudou em mim, como se fosse um desafio, eu disse pra mim mesma que eu podia fazer e estou me adaptando cada dia mais. Hoje minha vida mudou, me alimento bem, engordei, pois, cheguei a pesar 48kg e quando estou desenhando a sensação é maravilhosa. Sensação de você conseguir criar algo que vai enfeitar a casa de alguém e ao mesmo tempo ocupar a sua mente”.

Por mais que o grande divisor de águas para a recuperação da dona Sônia tenho sido a pintura em garrafas, ela reforça que o tratamento médico é indispensável e deixa um recado, para as pessoas que estão passando por uma situação parecida com a qual ela viveu.

“Primeiro procure ajuda médica, depois, algo que a interesse e que seja um desafio a você própria, para mim foi o desenho, já que, as minhas peças são todas desenhadas a mão. Se não fosse a pandemia, entraria em uma aula de dança, o que você não pode fazer de jeito nenhum é deixar a depressão tomar conta. Para quem gosta de cozinhar, tem ótimas dicas no YouTube, vários canais ótimos. Essa doença é muito séria, por favor, procure achar algo que a desafie, que ocupe a sua mente e que transforme a sua vida. Essa doença não tem idade, nem sexo, nem classe social, nem etnia. Quando você achar uma ocupação que faça com amor e carinho pode ter certeza, de que a sua vida vai mudar”, finaliza dona Sônia.

PARCEIROS